sexta-feira, 29 de setembro de 2017


O fundador da revista "Playboy" morreu aos 91 anos


Hugh Hefner construiu um império e garantiu que o seu nome nunca fosse esquecido por todos os fãs das coelhinhas da Playboy. Lindas mulheres, festas e celebridades foram testemunhas da vida na mansão.

Defensor da liberdade sexual fez da sua vida um exemplo para todos que consumiam suas publicações. Morrer de causas naturais casado com uma linda coelhinha aos 91 anos talvez explique o segredo da fonte da juventude.







"A vida é muito curta para viver o sonho de outra pessoa" .

Em uma entrevista concedida à AFP em 2003, Hefner disse que gostaria de ser "lembrado como alguém que teve um impacto positivo nas mudanças dos valores sexuais sociais de sua época".


"E acredito que esta posição está bem assegurada", completou na ocasião.






O primeiro número de "Playboy" mostrou Marilyn Monroe, o maior símbolo sexual da época. Depois, virou uma das marcas mais famosas do mundo e foi a base de um império de mídia.



Leia mais em:

https://g1.globo.com/mundo/noticia/morre-hugh-hefner-fundador-da-playboy.ghtml

quarta-feira, 27 de setembro de 2017




STF deve retomar votação sobre ensino religioso nas escolas




Estado laico significa um país ou naçãocom uma posição neutra no campo religioso. Também conhecido como Estado secular, o Estado laico tem como princípio a imparcialidade em assuntos religiosos, não apoiando ou discriminando nenhuma religião.



Um Estado laico defende a liberdade religiosa a todos os seus cidadãos e não permite a interferência de correntes religiosas em matérias sociopolíticas e culturais.



O Brasil é oficialmente um Estado laico, pois a Constituição Brasileira e outras legislações preveem a liberdade de crença religiosa aos cidadãos, além de proteção e respeito às manifestações religiosas.

A Procuradoria-Geral da República defende que o ensino religioso nas escolas públicas seja genérico, sem abordar uma religião ou crença específica, e ampliando a visão para os aspectos históricos e sociais das religiões.

A família exerce influência sobre a educação de seus filhos. A família brasileira é formada por diversas religiões e devemos respeitar a opção individual de cada pessoa. 

Valores como a ética e respeito não são obrigatoriamente ensinados como religião mas sim como filosofia de vida. Conhecer todas as opções e decidir qual delas o seu coração abraçara um dia é um direito do ser humano. 

História e tradições compõem o quadro que define a cultura de uma nação, mas o princípio fundamental é ser livre para experimentar e escolher no seu tempo a que Deus irá dedicar seus pensamentos.

Política serve para melhorar a vida das pessoas e não para impor crenças e dar poderes a uma ou outra religião com cargos políticos.

Nosso país tem todas as cores e os deuses têm tantos nomes como línguas e rostos na multidão. Respeite o direito de cada pessoa em ser livre para ensinar aos seus filhos suas próprias crenças e deixar que eles também façam suas escolhas no tempo certo.



                        




Leais mais em:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Religi%C3%B5es_no_Brasil

http://br.blastingnews.com/sociedade-opiniao/2015/11/intolerancia-religiosa-e-autocontradicao-00675445.html

segunda-feira, 25 de setembro de 2017


A vida meio louca de Lady Gaga





Lady Gaga, de 31 anos, investiu na imagem bizarrra para fazer sucesso. Quando começou a cantar em 2003 em bares na Nova York natal, Stefani Joanne Angelina Germanotta mostrava voz e talento. Em 2008, atingiu as paradas com a canção e o clipe “Poker Face”, em que lançava a personagem Gaga, com caretas e trajes doidos – isso quando aparecia vestida. Na verdade, ela sabe ser ao mesmo tempo maluca e boa menina. É o que mostra o documentário “Gaga: Five Foot Two”, com direção de Chris Moukarbel, produzido pelo canal de streaming Netflix. Ele recortou oito meses em 2016 da vida da cantora de 1,57 metro de altura – daí o título do filme. São cenas de bastidores, shows, assédio de fãs e encontros em família. Nua, dança diante do espelho e cavalga um cavalo branco. Exibe suas fantasias no palco para fãs em transe. Até se veste formalmente para ir a um batizado e visitar o avô cozinheiro. Mas sua marca maior é a ambição e a vocação para os negócios. Nos bastidores, ela se agacha e fala ao celular: “Vou lutar até o fim para que eles amem essa p…!” Estreia em 22/9.




Fonte:
http://istoe.com.br/vida-meio-louca-de-lady-gaga/

quinta-feira, 21 de setembro de 2017




 Projeto Luxúria será invadido pelas fardas







O Projeto Luxúria é uma festa temática realizada em São Paulo desde 2006 que tem como objetivo oferecer um espaço para que as pessoas realizem suas fantasias.


A festa mensal terá como tema uniformes militares. Descubra o mundo dos fetiches.


https://www.facebook.com/events/270351226811045






Veja os modelos para você ficar linda nesta festa:









Consulta sobre valores e tamanhos. Temos modelos plus size.

whatsap (11) 98065-5352



segunda-feira, 18 de setembro de 2017

CASAMENTO DE VERDADE





Jenny (Katherine Heigl) é uma mulher adulta que sofre grande pressão da família para encontrar um marido e se casar. Mas os pais ainda não sabem que Jenny é lésbica, e namora Kitty (Alexis Bledel), que todos acreditam ser apenas uma colega. Quando revela sua orientação sexual, a família entra em crise. Mesmo assim, Jenny pretende se casar, com a aprovação dos pais ou não.






Leia mais sobre o filme:

http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2016/06/casamento-de-verdade-tem-revelacao-sobre-sexualidade-e-tensao-familiar.html

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-227259/

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Mundo lgbt em luto

A divina diva Rogéria falece aos 74 anos


Rogéria Barroso Pinto


A atriz morreu no Rio de Janeiro aos 74 anos, na noite de 4 de setembro de 2017. Em 13 de julho, a atriz havia sido internada, permanecendo por duas semanas em uma clínica em Laranjeiras, na zona sul do Rio, devido a uma infecção generalizada. Em 8 de agosto, Rogéria foi novamente internada no Hospital Unimed Barra, na zona oeste do Rio, devido a um quadro de infecção urinária e em 25 de agosto foi transferida da Unidade de Tratamento Intensivo do hospital para o quarto. Segundo o hospital, seu quadro clínico se agravou após uma crise convulsiva, seguida de um choque séptico, que foi a causa da morte.


Atriz, cantora, apresentadora, transformista.


A maquiadora de grandes estrelas da televisão brasileira se transformou em vedete de Carlos Machado. Rumo à Europa descobriu os encantos de Paris. Ganhadora do Troféu Mambembe no ano de 1979.


   
Memórias do Teatro Rival



O documentário Divinas Divas retrata a vida da primeira geração de artistas travestis no Brasil.Os censores da Ditadura vigiavam de perto os artistas do Teatro Rival pertencente a família Leal.



                                      


Lançou sua autobiografia aos 73 anos contando suas experiências no livro escrito por Márcio Paschoal da editora Sextante. Cinema, teatro e televisão contam a sua história no mundo das artes cênicas.

 

Leia mais:

“Rogéria — Uma mulher e mais um pouco”

Autor: Márcio Paschoal.

Editora: Sextante.

Páginas: 272.


https://pt.wikipedia.org/wiki/Rog%C3%A9ria

https://oglobo.globo.com/cultura/livros/aos-73-rogeria-conta-tudo-na-biografia-uma-mulher-mais-um-pouco-20348467

domingo, 3 de setembro de 2017



BRUNA LOMBARDI







Bruna Lombardi é atriz, poeta, escritora, apresentadora, roteirista, produtora de cinema, empreendedora e ativista ambiental. Formada em Jornalismo e Marketing, ainda estudante venceu vários concursos de poesia e foi publicada em revistas internacionais. É autora de No Ritmo Dessa Festa, Gaia, O Perigo do Dragão, Apenas Bons Amigos, Diário do Grande Sertão, Filmes Proibidos e O Signo da Cidade, livros de sucesso que permaneceram durante muito tempo nas listas de mais vendidos. Como atriz, fez grandes papéis no cinema e na TV, como Diadorim, de Grande Sertão: Veredas. Produziu e apresentou por 10 anos o programa de entrevistas Gente de Expressão. No cinema, produziu, roteirizou e estrelou os filmes Stress, Orgasm and Salvation; O Signo da Cidade; Onde Está a Felicidade? e Amor em Sampa, tendo recebido diversos prêmios nacionais e internacionais. Está constantemente envolvida em ativismo social e ambiental, e inspira seus milhões de fãs, que a seguem nas redes sociais e no seu portal Rede Felicidade, a viverem mais felizes e realizados.









SINOPSE


A poesia de Bruna Lombardi é sempre impactante, sensual, sensorial, mas este livro tem revelações de uma intimidade inesperada, surpreendente. Clímax é confidencial, mostra a profundidade das relações, confessa segredos e expõe momentos de liberação. É complexo, exuberante nas emoções, na efervescência dos sentimentos e no prazer da entrega.




Leia mais sobre a autora:

https://www.facebook.com/brunalombardioficial/


http://redefelicidade.com.br/