sexta-feira, 29 de setembro de 2017


O fundador da revista "Playboy" morreu aos 91 anos


Hugh Hefner construiu um império e garantiu que o seu nome nunca fosse esquecido por todos os fãs das coelhinhas da Playboy. Lindas mulheres, festas e celebridades foram testemunhas da vida na mansão.

Defensor da liberdade sexual fez da sua vida um exemplo para todos que consumiam suas publicações. Morrer de causas naturais casado com uma linda coelhinha aos 91 anos talvez explique o segredo da fonte da juventude.







"A vida é muito curta para viver o sonho de outra pessoa" .

Em uma entrevista concedida à AFP em 2003, Hefner disse que gostaria de ser "lembrado como alguém que teve um impacto positivo nas mudanças dos valores sexuais sociais de sua época".


"E acredito que esta posição está bem assegurada", completou na ocasião.






O primeiro número de "Playboy" mostrou Marilyn Monroe, o maior símbolo sexual da época. Depois, virou uma das marcas mais famosas do mundo e foi a base de um império de mídia.



Leia mais em:

https://g1.globo.com/mundo/noticia/morre-hugh-hefner-fundador-da-playboy.ghtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário